Projeto Coalizão Vozes do Advocacy em Diabetes e em Obesidade é lançado no Brasil

 

Com o panorama de 15 milhões de brasileiros com diabetes no país* e com 21,5% de pessoas com obesidade no Brasil, índice este que chega quase a dobrar quando comparado com os últimos 14 anos**, 21 associações e 2 institutos de diabetes criaram o Projeto Coalizão Vozes do Advocacy em Diabetes e em Obesidade.

A iniciativa tem o intuito de dar voz a todas as associações integrantes, para que possam participar ativamente na conquista pelo tratamento adequado no país nas esferas municipal, estadual e federal.

Para isso, a Coalizão promoverá o diálogo com as sociedades médicas e sociedades de outras especialidades da saúde, o Governo, os meios de comunicação, os influenciadores digitais e as empresas parceiras de diversos segmentos para que possam, juntos, realizar iniciativas, que sensibilizem e mostrem à sociedade a importância do diagnóstico e tratamento precoce do diabetes, da obesidade e das complicações de ambas as doenças.

Com este objetivo, as associações serão capacitadas periodicamente para que possam ser agentes transformadores no engajamento da sociedade, impactando positivamente na qualidade de vida dos brasileiros.

A coordenadora da Coalizão, Vanessa Pirolo, que tem diabetes tipo 1 há mais de 20 anos e trabalha em advocacy há mais de sete anos, relata: “com a cooperação mútua dos vários atores, que trabalham em prol da saúde, conseguiremos trocar conhecimento e experiência necessários para implementar políticas públicas, que aprimorarão o acesso ao diagnóstico precoce e ao tratamento do diabetes e da obesidade e de suas complicações no país, além de transmitir as informações necessárias para que a sociedade tenha mais consciência destas patologias e da interferência de seus estilos de vida em sua saúde”.

“Também temos a intenção de contribuir para que o Governo e as operadoras de saúde gastem menos com internação e com hospitalização devido ao mau controle do diabetes e com o mau acesso ao tratamento de obesidade do país”, complementa Vanessa.

Gastos relacionados com diabetes no Brasil chegaram a 42,9 bilhões de dólares em 2021*. Os custos diretos atribuíveis à hipertensão arterial, ao diabetes e à obesidade no Brasil totalizaram R$ 3,45 bilhões, ou seja, US$ 890 milhões, considerando gastos do SUS com hospitalizações, procedimentos ambulatoriais e medicamentos***.

Com a união de todos na Coalizão, as 23 organizações esperam reverter o aumento substancial de incidência e de prevalência de diabetes e de obesidade e ajudar a melhorar a qualidade de vida dos brasileiros.  

Mais informações podem ser acessadas nas redes sociais: Instagram: vozesdoadvocacy e no Facebook: vozesdoadvocacy.

Referências:

*Federação Internacional de Diabetes: https://diabetesatlas.org/

**Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) 2020: https://www.gov.br/saude/pt-br/centrais-de-conteudo/publicacoes/publicacoes-svs/vigitel/relatorio-vigitel-2020-original.pdf

*** Custos atribuíveis à obesidade, hipertensão e diabetes no Sistema Único de Saúde, Brasil, 2018: https://scielosp.org/article/rpsp/2020.v44/e32/#:~:text=Os%20custos%20diretos%20atribu%C3%ADveis%20a,e%20medicamentos%20(tabela%202).

 

Sobre a Coalizão Vozes do Advocacy em Diabetes e em Obesidade

Com a participação de 21 associações e de 2 institutos de diabetes, o projeto promove o diálogo entre os diferentes atores da sociedade, para que compartilhem conhecimento e experiências, com o intuito de sensibilizar a sociedade sobre a importância do diagnóstico e tratamento precoces do diabetes da obesidade e das complicações de ambas as doenças, além de promover políticas públicas, que auxiliem o tratamento adequado destas doenças no país.


Obrigado por comentar! :)