ADJ Diabetes Brasil promove campanha nacional para prevenção da Retinopatia Diabética

 -A primeira edição terá a parceria da Associação dos Diabéticos de Foz de Iguaçu (PR)–


Com o intuito de reverter o índice de 77% das pessoas com diabetes tipo 2 não aderentes ao tratamento* e que desenvolvem com mais facilidade uma série de complicações do diabetes, entre elas a retinopatia diabética, a ADJ Diabetes Brasil, em parceria com a Associação dos Diabéticos de Foz de Iguaçu, realiza no dia 25 de agosto, às 19h, a Campanha de Retinopatia Diabética, que consiste em um evento virtual, ao vivo e gratuito, a partir das 19h.

 

Uma das principais complicações do mau controle do diabetes, a retinopatia diabética é responsável por 4,8% dos 37 milhões de casos de cegueira devido a doenças oculares, o que equivale a 1,8 milhão de pessoas em todo o mundo**. No Brasil, a retinopatia afeta exatamente 4 milhões de indivíduos, correspondendo de 35% a 40% dos mesmos com o diabetes***.

 

As altas taxas de glicemia degeneram a retina e, com o tempo, a visão pode ser afetada, sendo a principal causa de cegueira. A retinopatia diabética pode ser de dois tipos: a não proliferativa, forma inicial da doença que é detectada quando os vasos do fundo do olho estão danificados, causando hemorragia e vazamento de líquido da retina, chamado de Edema Macular Diabético; e a proliferativa, que é diagnosticada quando os vasos da retina ou do nervo óptico não conseguem trazer nutrientes para o fundo do olho e, por consequência, há formação de vasos anormais, que causam o sangramento.

 

Na pandemia, a procura por exames e pelo oftalmologista caiu drasticamente. Segundo levantamento do Conselho Brasileiro de Oftalmologista, publicado no ano passado, mostrou que entre janeiro e maio de 2020, o número de atendimentos caiu 36%, quando comparado com o mesmo período de 2019, ou seja, foram realizadas 2,5 milhões de consultas em 2020, contra 3,9 milhões em 2019.

 

A Organização Mundial da Saúde aponta que o Brasil possui 16 milhões de pessoas com diabetes. Na última Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico, publicada em maio de 2020, no período entre 2006 e 2019, a prevalência de diabetes passou de 5,5% para 7,4%. Curitiba apresenta o dado de 7% em diagnóstico de diabetes****.

 

Além de sensibilizar as pessoas sobre os riscos da retinopatia diabética, a campanha também tem como objetivos educar as pessoas para que mudem seus hábitos e consigam controlar as taxas de glicemia e incentivar a visita ao oftalmologista regularmente, para realizar os exames preventivos de visão.

 

A iniciativa está aberta para todas as pessoas. A primeira edição será realizada em Foz do Iguaçu, no interior do Paraná; a segunda será em Cajazeiras, na Paraíba; e a terceira em Botucatu, interior de São Paulo. Para acessar, é necessário entrar em: (https://www.facebook.com/ADJDiabetesBrasil e https://www.youtube.com/adjdiabetesbrasil).

 

Nesta ação, a ADJ Diabetes Brasil conta com o patrocínio da Novartis, da Roche e da Allergan. Mais informações podem ser acessadas no www.adj.org.br.

 

 

 

Fontes: *Estudo clínico controlado e randomizado realizado na Clínica Ambulatorial de Diabetes do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo avaliou a adesão dos indivíduos com diabetes tipo 2 ao tratamento, mostrando que 77,2% não eram aderentes. Faria HTG et al. Revista da Escola de Enfermagem da USP. 2014;2:257-263.

 

** As Condições de Saúde Ocular no Brasil” - 2019, publicado pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia As Condições de Saúde Ocular no Brasil” - 2019, publicado pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (https://www.cbo.com.br/novo/publicacoes/condicoes_saude_ocular_brasil2019.pdf)

 

*** Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes (2019-2020): https://www.diabetes.org.br/profissionais/images/DIRETRIZES-COMPLETA-2019-2020.pdf

 

**** Vigitel: https://tinyurl.com/yayb9hdj

 

 

Sobre a ADJ Diabetes Brasil

Fundada em 10 de março de 1980, a ADJ Diabetes Brasil é uma entidade não-governamental, sem fins lucrativos, legalmente registrada no Registro Civil de Pessoas Jurídicas. Seu objetivo é promover educação nesse campo para pessoas com diabetes, familiares, profissionais de saúde e comunidade.

 

Atende gratuitamente as pessoas com todos os tipos de diabetes, de qualquer faixa etária e classe socioeconômica. Oferece um trabalho integrado realizado por uma equipe multidisciplinar. 



Obrigado por comentar! :)