ADJ Diabetes Brasil debaterá Monitorização e Complicações do Diabetes na Assembleia Legislativa




A ADJ Diabetes Brasil promove no dia 9 de agosto, às 14h, a audiência pública: Monitorização e Complicações do Diabetes, no Auditório Paulo Kobayashi, na Assembleia Legislativa de São Paulo. Estarão presentes representantes da Secretaria Estadual da Saúde, da Sociedade Brasileira de Retina e Vitreo, da Retina Brasil e da ADJ Diabetes Brasil, além do deputado Chico Sardelli.

Já são cerca de 16 milhões de pessoas com diabetes, no país, segundo dados da Organização Mundial da Saúde. Estima-se que 7 milhões de pessoas não têm o diagnóstico da doença. Os gastos, divulgados pelo Ministério da Saúde de 2015, foram de R$92 milhões somente com complicações do diabetes, já os dados divulgados este ano, pelo próprio Ministério da Saúde, mostraram que houve aumento de 12% de mortes entre 2010 e 2016. 

A retinopatia diabética pode ser de dois tipos: a não proliferativa, forma inicial da doença que é detectada quando os vasos do fundo do olho estão danificados, causando hemorragia e vazamento de líquido da retina, chamado de Edema Macular Diabético; e a proliferativa é diagnosticada quando os vasos da retina ou do nervo óptico não conseguem trazer nutrientes para o fundo do olho e por consequência, há formação de vasos anormais, que causam o sangramento.

A audiência pública tem o intuito de debater: quais medidas podem ser tomadas para facilitar o diagnóstico precoce e o tratamento adequado, para reduzir a incidência de internações, de complicações do diabete e de mortes, como também diminuir os gastos do governo.

Para a realização destas ações, a ADJ Diabetes Brasil conta com o apoio da Abbott, da Bayer e da Novartis. Mais informações podem ser acessadas no www.adj.org.br

  
Sobre a ADJ Diabetes Brasil
Fundada em 10 de março de 1980, a ADJ Diabetes Brasil é uma entidade não governamental, sem fins lucrativos, legalmente registrada no Registro Civil de Pessoas Jurídicas. Seu objetivo é promover educação nesse campo para pessoas com diabetes, familiares, profissionais de saúde e comunidade.
Atende gratuitamente as pessoas com todos os tipos de diabetes, de qualquer faixa etária e classe socioeconômica. Oferece um trabalho integrado realizado por uma equipe multidisciplinar.

Próximo
Você leu tudo? Essa é a última matéria postada!
Matéria Anterior
Próxima Matéria »
Obrigado por comentar! :)