ADJ Diabetes Brasil alerta Ministério da Saúde sobre retirada de medicamentos do Programa Farmácia Popular



A ADJ Diabetes Brasil chama a atenção de toda a sociedade sobre os riscos que o Ministério da Saúde pode expor a população, caso venha confirmar a retirada das insulinas do Programa Farmácia Popular, no dia 1 de janeiro de 2018, e alterar a distribuição dos medicamentos orais do mesmo Programa, a tal ponto que fará com que as farmácias se descredenciem da iniciativa.

O Programa Farmácia Popular foi implantado em 2004. Em 2006, o mesmo foi ampliado, funcionando mediante o credenciamento da rede privada de farmácias e drogarias comerciais, com o intuito de levar o benefício da aquisição de medicamentos essenciais a baixo custo a mais lugares e mais pessoas. A partir de 2011, o Programa passou a disponibilizar os medicamentos indicados para o tratamento da hipertensão e do diabetes sem custos para os usuários.

Segundo dados do Ministério da Saúde de 2016, a cada mês, o Aqui Tem Farmácia Popular beneficia nove milhões de pessoas, em média. São atendidos, principalmente, brasileiros com 60 anos ou mais, que representam quatro milhões do total. Foram reduzidas 20% das internações hospitalares principalmente por hipertensão e diabetes, devido ao maior acesso da população a estes medicamentos. Os remédios mais retirados são para tratamento de hipertensão (6,4 milhões) e diabetes, (2,7 milhões).

Na qualidade de Membro do Conselho Nacional de Saúde, e representante de 30 Associações de pacientes de diabetes brasileiras e de 16 milhões de pessoas com diabetes no país, a ADJ Diabetes Brasil ressalta a importância da manutenção do Programa Farmácia Popular para que as pessoas possam fazer o tratamento adequado. Se houver rompimento do fornecimento, cerca de 3 milhões de pessoas não terão o controle glicêmico vital, podendo ter como consequências: complicações, internações, podendo vir a óbito. Estes dados nos levam a refletir que haverá maior custo para o governo com as internações, superando as 72 mil hospitalizações, constatadas pelo Ministério da Saúde, nos primeiros semestres dos anos de 2010 a 2012.

A Lei Federal nº 11.347/2006 e a Portaria Ministerial nº 2.583, de 10/10/2007, garantem aos portadores de diabetes o fornecimento gratuito de medicamentos e de insumos para controle de glicemia, mensalmente.
Por isso, solicitamos, portanto, que as pessoas não sejam desassistidas e continuem tendo acesso aos medicamentos necessários no Programa Farmácia Popular!

Com a gravidade desta situação, já expressamos nosso apoio à Petição a respeito da manutenção do Programa Farmácia Popular em todo o país. Em uma semana, já conseguimos as assinaturas de mais de 11 mil pessoas. A petição está exposta no link: https://secure.avaaz.org/po/petition/Ministro_da_Saude_Ricardo_Barros_Diabetes_Fornecimento_gratuito_de_medicamentos_e_insumos_esta_ameacado_1/

PARTICIPE VOCÊ TAMBÉM, ASSINE A PETIÇÃO PARA A MANUTENÇÃO DAS INSULINAS NO PROGRAMA FARMÁCIA POPULAR.

Por isso, reiteramos que a nossa luta consiste em facilitar o acesso da população ao tratamento adequado e seria um retrocesso retirar os medicamentos de diabetes e de outras patologias de um Programa tão consolidado!


Sobre a ADJ Diabetes Brasil
Fundada em 10 de março de 1980, a ADJ Diabetes Brasil é uma entidade não governamental, sem fins lucrativos, legalmente registrada no Registro Civil de Pessoas Jurídicas.
Promove educação em diabetes para pacientes, familiares, profissionais de saúde e comunidade.
Atende gratuitamente as pessoas com todos os tipos de diabetes, de qualquer faixa etária e classe socioeconômica. Oferece um trabalho integrado realizado por uma equipe multidisciplinar.


Próximo
Você leu tudo? Essa é a última matéria postada!
Matéria Anterior
Próxima Matéria »
Obrigado por comentar! :)