Repúdio à medida que restringe distribuição de tiras reagentes em Belo Horizonte



A Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) de Belo Horizonte emitiu nesta semana uma nota técnica que restringe a distribuição de fitas de glicemia, usadas por pessoas com diabetes para controlar a doença. As fitas passaram a ser distribuídas somente a crianças menores de 12 anos, gestantes e pacientes, que fazem hemodiálise.

A justificativa para a restrição é a falta de insumos, que deveriam ter sido enviados pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG). Eu e todas as lideranças de diabetes do país repudiamos tal medida, pois salienta que este controle glicêmico é vital para quem tem diabetes e o não fornecimento é desastroso, uma vez que sem o controle de suas glicemias, as pessoas poderão ser internadas e poderão vir a óbito. Estes dados nos levam a refletir que haverá maior custo para o governo com as internações.

A Lei Federal nº 11.347/2006 garante aos portadores de diabetes o fornecimento gratuito de medicamentos e de insumos para controle de glicemia, mensalmente.
Solicitamos, portanto, que a Secretaria Municipal de Saúde repense esta medida e restabeleça, com urgência, o fornecimento das fitas de glicemia, para que não prejudique pessoas com diabetes.

Atenciosamente,

Vanessa Pirolo


Jornalista e Coordenadora do Programa Nacional de Jovens e Adultos com Diabetes
Obrigado por comentar! :)